MUDAR

As grandes mudanças ocorrem nos momentos mais pequenos.
Por exemplo quando estamos a tomar aquele café da tarde, enquanto lemos um bom livro, num dia de chuva intensa em que só nos apetece estar na cama, quando prestamos atenção ao que nos rodeia sem estarmos muito interessados; é nesse estagio que a mudaça se ocupa de nós; sussurando-nos para que aceitemos o desafio. É tempo de arrumar a mala e nela juntar todos os velhos hábitos, tristezas, arrependimentos, ressentimentos, indecisoes. Basta de ser marioneta, comandada pela influência de vozes alheias cheias de pretensões, invejas, azares, sortes invulgares e mais um cem número de experiências bem vividas e mal resolvidas.
Não é fácil conviver com o medo de aceitar que estamos errados e que precisamos mudar. A mudança é um pacote que contem inúmeras exigências e a principal SABER LIDAR COM O NOVO EU. Sacudir a poeira, espreguicar na cama, romper o casulo, molhar o rosto na chuva, pisar na areia, correr riscos, quebrar a rotina, aceitar a mudança. Viver intensamente!

Yara Lopes

Anúncios

~ por nossacor em 2007; fevereiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: